Home » Reconversão profissional » Mudar de carreira aos 50 anos: desafios e oportunidades

Mudar de carreira aos 50 anos: desafios e oportunidades

Mudar de carreira é sempre um passo importante que causa algum nervosismo e ansiedade e, à medida que a idade avança, estes sentimentos tendem a tornar-se ainda mais intensos. Mas mudar de carreira aos 50 anos não é assim tão assustador como pode parecer. Se, por um lado, a idade madura pode ser um desafio, por outro, ela também lhe abre muitas oportunidades e dá-lhe a vantagem competitiva que profissionais mais novos ainda não têm.

Existem inúmeras atividades e alternativas pelas quais pode optar e, por ter já um percurso maduro, estará em melhores condições para tomar as decisões mais acertadas. Nesta altura da sua vida, provavelmente já sabe exatamente o que quer (e, sobretudo, o que não quer), o que o estimula, e as áreas onde gostaria mais de trabalhar.

Embora possa não ter a mesma energia que tinha no seu início de carreira, tem, por outro lado, a frieza e a ponderação necessárias às boas tomadas de decisão em contexto profissional. Todas as empresas beneficiam de profissionais mais experientes, pelo que, mudar de carreira aos 50 anos, não é impossível nem nada incomum.

Os principais benefícios de mudar de carreira aos 50 anos

Ter a possibilidade de recomeçar

Se tem um emprego há anos a fio do qual não tira especial prazer, saiba que nunca é tarde para mudar. Tal como em qualquer outra faixa etária, mudar de carreira aos 50 anos é sempre uma boa oportunidade para recomeçar e para explorar novos caminhos e oportunidades.

Saber exatamente o que se quer

Profissionais mais experientes e maduros têm um maior autoconhecimento e sabem exatamente o que querem em termos de progressão de carreira. Na nossa sociedade, as decisões relacionadas com a vocação profissional são tomadas muito cedo (entre os 17 e os 19 anos, aquando da entrada no ensino superior) e, por isso, pode acontecer que muitas pessoas se apercebam, 30 anos depois, que passaram toda a sua vida a trabalhar numa área de atividade que nunca lhes deu particular prazer.

Mudar de emprego ou de projeto aos 50 anos pode, por isso, ser uma excelente oportunidade para ouvir o seu “eu interior” e fazer algo em prol dos seus desejos ou ambições mais genuínas.

Mais do que ter competências técnicas, ter experiência de vida

Para além de tudo isto, abraçar um novo desafio profissional depois dos 50 anos tem outra grande mais-valia. Todos os recrutadores, gestores de empresas ou managers de equipas dão cada vez mais valor às competências de foro pessoal, mais do que às competências técnicas. Por isso, aqui, a sua experiência de vida será uma grande aliada. Nas empresas e nas equipas, os profissionais mais experientes são muito importantes para guiar os profissionais mais jovens. Por sua vez, é através deles que é possível evoluir e aprender novas coisas.

E agora… os principais desafios de mudar de carreira aos 50 anos

Mas nem tudo é um mar de rosas e, por isso, é importante que esteja alerta sobre alguns pontos que podem não jogar a seu favor. Os mais comuns são:

Progressão salarial

Optar por dar um novo rumo à sua carreira pode implicar, no caso de querer mudar de ramo de atividade, ver a sua progressão salarial comprometida. Neste ponto, sugerimos que pese bem os prós e os contras e que se lembre de que, por norma, passamos muitas horas do nosso dia a trabalhar e que um salário é apenas uma parte de um todo mais complexo. Tente perceber exatamente o que é mais importante para si e do que pode ter de abdicar para o conseguir.

Formação e competências técnicas

Para que consiga estar à altura de um novo desafio é necessário que consiga dar resposta aos problemas concretos da sua nova atividade. Se quer entrar num novo setor, provavelmente terá de receber formação específica e isso pode implicar um investimento de horas e esforço adicionais. Na iad Portugal, por exemplo, todos os profissionais que se queiram tornar consultores imobiliários independentes, têm acesso a um programa de formação completo e gratuito que os ajuda nesta transição.

Sobrequalificação

Pode ainda acontecer que seja um profissional sobrequalificado para o novo cargo e que isso não jogue a seu favor. É por isso que, aos 50 anos, não há nada como ponderar seriamente a possibilidade de criar um negócio próprio e ser empreendedor.

Dicas fundamentais para mudar de carreira aos 50 anos

Procure apoio entre os seus familiares e amigos

Em todas as decisões importantes da nossa vida, as pessoas mais próximas de nós são importantes fontes de motivação. Por esse motivo, não se iniba de dizer o que vai na sua cabeça e procure partilhar os seus pensamentos e sentimentos com a sua família e com os seus amigos.

Pondere todas as opções

Não coloque obstáculos ao que pode ou não fazer. Não hesite em pensar em todas as opções, inclusive naquelas que fogem completamente do âmbito do trabalho ou das funções que tem vindo a desempenhar até ao momento. Sobre este ponto, recomendamos a leitura do artigo Quer mudar de carreira mas não sabe o que fazer a seguir?

Tire partido da sua rede de contactos

Nesta altura do campeonato, é hora de tirar partido de todas as relações que criou e nutriu durante a sua vida. Saiba explorar bem novas oportunidades e lembre-se de que, muitas vezes, as melhores oportunidades de carreira não são anunciadas publicamente, mas antes, são fruto de networking e de conversas mais ou menos ocasionais. Procure saber o que estão os seus contactos a fazer, em que projetos estão envolvidos, e se as respetivas motivações e convicções se cruzam com as suas.

Atualize o seu CV

Esta é ainda a altura ideal para fazer uma revisão geral ao seu CV, principalmente se já passaram alguns anos desde a última vez que o fez. Não se sinta aflito com a ideia de ter de condensar toda a sua vida profissional dos últimos 30 anos numa única folha A4. Destaque apenas o que é realmente importante para o desafio que quer abraçar. Mantenha o seu estilo de comunicação simples e direto e seja honesto quanto às suas motivações.

Para além disso, atualize o seu perfil do LinkedIn com toda a informação relevante e mantenha-se ativo nesta rede social.

Ler mais: Como consolidar o seu negócio imobiliário através do LinkedIn

Não se foque no fator idade

Esta é uma questão de mindset que irá ditar, em grande parte, o sucesso da sua reconversão profissional. Não se deixe afetar pelo fator idade e, mesmo que esteja consciente de alguns dos desafios que listámos acima, lembre-se de que os benefícios são sempre maiores e de que existem inúmeras oportunidades para profissionais maduros que queiram abraçar um novo projeto.

Pondere criar um negócio próprio

Se criar um negócio próprio sempre foi uma coisa que quis fazer, saiba que nunca é tarde. Na iad Portugal, é possível desenvolver um negócio próprio através de uma estrutura já criada, que lhe permite trabalhar no ramo imobiliário com extrema facilidade e com a mais-valia de ter já ferramentas e recursos únicos à sua disposição.

Para além da remuneração que é tendencialmente ilimitada, na iad Portugal tem ainda a possibilidade de criar uma equipa própria e de continuar a progredir, sempre ao seu ritmo.

Descarregue o novo eBook e fique a saber mais sobre como pode mudar de vida com a iad Portugal.

Descarregue o novo eBook e fique a saber mais sobre como pode mudar de vida com a iad Portugal.

Descarregar eBook